CAMPANHA: #MinhaPseudoCiênciaFavorita


Frente ao crescente aumento na veiculação de notícias falsas ("fake news") e desinformação nas redes sociais e os veículos de mídia, vem ocorrendo também uma maior influência das pseudo-ciências, teorias ditas científicas que pregam alguma ideia que não é corroborada cientificamente. Ainda que isso seja um problema sério a ser discutido, não quer dizer que não possamos tirar um pouco de graça da situação, até porque de estranhas e engraçadas, todas têm um pouco! A equipe do Fronteiras da Ciência quer saber qual é/quais são as suas pseudo-ciência(s) preferida(s)! As melhores e mais engraçadas frases farão parte de uma campanha para divulgar o podcast .

Ouça a chamada:

Clique aqui e participe

Memória X 18

Memória X 18
Episódio: 13/2015
Data: 26/05/2015
Temporada: 6
Escute o programa aqui:
Entre 20 e 22 de março de 2015, aconteceu, em São Francisco de Paula, RS, uma reunião científica histórica, apenas para convidados, na qual reunimos a maioria dos neurocientistas do cone sul que trabalham com neurobiologia e psicofarmacologia da memória. No estilo de pequenos encontros como as Gordon Conferences, 18 colegas debateram conjuntamente, durante 3 dias, os principais (e difíceis) conceitos subjacentes à nossa área de estudos. 

Neste contexto, realizamos uma desafiadora "entrevista coletiva" com todos os 18 convidados, falando e opinando sobre... o que é, afinal, a memória! Participaram: (1) Argentina - da UNC (Cordoba), vieram Victor A. Molina e Gaston Calfa, e da UBA (Buenos Aires), compareceram sete colegas: Diana A. Jerusalinsky, Maria Eugenia Pedreira, Veronica Baez, Arturo Romano, Alejandro Delorenzi, Mariano Boccia e Ramiro Freudenthal; (2) Brasil - estiveram presentes Newton S. Canteras (USP), Antônio de Pádua Carobrez (UFSC), Jociane Myskiw (PUCRS), Victor Martinez (HSL/PUCRS), e da UFRGS, vieram Carla Dalmaz, Maria Elisa Calcagnotto, Tadeu Mello e Souza, Lucas de Oliveira Alvares e o entrevistador (também coordenador do evento), Jorge A. Quillfeldt. 

Aceite você também o desafio e tente seguir os raciocinios (bilingües, por supuesto), uma pequena amostra do que foram esses três dias em meio às araucárias da serra gaúcha.

Nenhum comentário:

Postar um comentário