CAMPANHA: #MinhaPseudoCiênciaFavorita


Frente ao crescente aumento na veiculação de notícias falsas ("fake news") e desinformação nas redes sociais e os veículos de mídia, vem ocorrendo também uma maior influência das pseudo-ciências, teorias ditas científicas que pregam alguma ideia que não é corroborada cientificamente. Ainda que isso seja um problema sério a ser discutido, não quer dizer que não possamos tirar um pouco de graça da situação, até porque de estranhas e engraçadas, todas têm um pouco! A equipe do Fronteiras da Ciência quer saber qual é/quais são as suas pseudo-ciência(s) preferida(s)! As melhores e mais engraçadas frases farão parte de uma campanha para divulgar o podcast .

Ouça a chamada:

Clique aqui e participe

Homo floresiensis

Homo floresiensis

Episódio 25 | temporada 8 | 21/08/2017



Marco Idiart e Jeferson Arenzon, do IF-UFRGS, e Jorge Quillfeldt, da Biofísica/IB-UFRGS, conversam com o médico geneticista Renato Flores, do Departamento de Genética/ IB-UFRGS sobre o Homo floresiensis, um pequeno hominídeo que se acredita foi contemporâneo do Homo sapiens e viveu há cerca de 80 mil anos na Ilha de Flores, na Indonésia. Estes hominídeos eram muito menores que os Homo sapiens e Neandertais, tendo em torno de 1m, e seriam capazes de produzir ferramentas rudimentares.


Ouça Aqui:



Participações:



foto
Renato Zamora Flores



Ajude na divulgação científica.
Curta e Compartilhe

Nenhum comentário:

Postar um comentário